Por Rafael Sacharny


Nesta quarta-feira, o presidente eleito Rodolfo Landim, seu vice-presidente geral Rodrigo Dunshee de Abranches e os indicados ao Conselho Diretor, estiveram presentes na cerimônia de posse que ocorreu no salão nobre da Gávea. A nova gestão, a partir de janeiro de 2019, tem a responsabilidade de comandar o Rubro-Negro nos próximos três anos.

Como de costume nos eventos políticos do clube, o início teve o hasteamento da bandeira enquanto o hino era tocado no salão nobre lotado de sócios e jornalistas. Depois de fazer a assinatura da posse no livro com uma caneta de ouro exclusiva para o ato, o presidente Rodolfo Landim recebeu o bastão presidencial de Eduardo Bandeira de Mello, que esteve nos últimos seis anos na cadeira mais importante do clube. 

Quase todos os integrantes da nova diretoria estavam presentes na Gávea. Apenas três não puderam comparecer por motivos profissionais, entre eles BAP, de relações externas. Marcos Braz, o vice-presidente de futebol e Wallim Vasconcellos, o vice-presidente de finaças foram bastante aplaudidos quando anunciados seus nomes. 

O Conselho Diretor presente na cerimônia de posse da nova gestão. Reprodução/Twitter

No discurso de posse, o presidente Rodolfo Landim se mostrou emocionado e aproveitou para agradecer a todos que participaram de sua candidatura, inclusive os funcionários do clube: 

“Não escrevi nada, nem tinha condições. Estou com a cabeça pensando no que fazer para o futuro do Flamengo. Essa é uma noite de agradecimentos, agradeço a todos os empregados do clube, a quem acreditou no projeto de união(…), Em especial, quero agradecer a três pessoas, que seriam candidatas nas eleições e acreditaram na união: Maurício Gomes de Mattos, Rodrigo Dunshee de Abrantes e Marcos Braz. Foi uma campanha incansável.(…)Não posso esquecer os candidatos que participaram comigo desta festa da democracia rubro-negra e engrandeceram o processo político. Quero agradecer ao presidente Eduardo, que abriu as portas para o processo de transição. Vamos dar tudo que podemos para colocar o Flamengo no ponto mais alto que ele merece estar e nunca mais sair’’ 

Depois de encerrada a sessão, Marcos Braz foi indagado por jornalistas em assuntos como idas e vindas no elenco e confirmou interesse em Gabigol, mas negou proposta, considerando uma negociação difícil. Ele disse ainda que os trabalhos de fato começam a partir de amanhã no Ninho do Urubu, e que é muito pouco provável o clube anunciar uma contratação antes do final do ano.