Enquanto o Flamengo reforça o elenco durante a temporada, alguns jogadores também deixam o clube com a janela de transferências. Ao aproveitar o mercado europeu e trazer Gerson, Pablo, Rafinha e Filipe Luís, o Flamengo foi também alvo de um clube da Itália.

Após levar Lucas Paquetá no ano passado, o Milan retornou aos negócios com o Flamengo e fechou a transação de Léo Duarte no último fim de semana. 

Venda 

O Flamengo aceitou a venda do zagueiro de 23 anos por uma boa quantia. Léo Duarte vai render R$ 30 milhões ao Flamengo, por 70% dos direitos econômicos da transação – o restante ficou dividido entre Desportivo Brasil (25%) e o próprio jogador, com 5% da negociação. 

A venda foi no total de 10 milhões de euros – em caso de atingir metas esportivas, o Milan vai pagar 1 milhão de euros a mais ao Flamengo. 

Líder e com muitos títulos na base rubro-negra, o zagueiro subiu aos profissionais em 2016. Naquele ano, Léo foi o capitão da conquista da Copa São Paulo de Juniores. Pelos profissionais, conquistou a os Cariocas de 2017 e 2019, além de três vice-campeonatos (Copa do Brasil e Sul-Americana em 2017 e Brasileiro em 2018). Fez ao todo 92 jogos e tem dois gols marcados pelo Flamengo. 

Na temporada de 2018, Léo assumiu a titularidade e correspondeu às expectativas. Já neste ano, o zagueiro caiu de produção e chegou a ser bastante criticado pela torcida, até com um certo exagero. Nesta segunda-feira (29), o clube divulgou um vídeo nas redes sociais do jogador se despedindo dos companheiros de elenco. 

Pará 

Com a chegada de Rafinha para a lateral direita, o Flamengo deve negociar também a saída de Pará. O lateral tem contrato com o Flamengo até o fim deste ano e não está nos planos do técnico Jorge Jesus. O presidente do Santos, José Carlos Peres, já afirmou o desejo de contratar o jogador para fazer parte do elenco dirigido por Jorge Sampaoli.