Pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro, Flamengo e Athletico-PR se enfrentaram, neste domingo (26), no Maracanã. Em um jogo com o final eletrizante, o Mengão conseguiu a vitória no sufoco por 3 a 2. Os gols do Flamengo foram marcados por Gabriel, Bruno Henrique e Rodrigo Caio, enquanto o Athletico teve Marcelo Cirino anotando os dois. 

Apostas 

De acordo com as casas de apostas, o Flamengo era amplo favorito para vencer o rival rubro-negro em sua casa. Por exemplo, no Rivalo, a vitória dos cariocas rendeu R$ 1,35 / um, mas se os paranaenses tivessem vencido o jogo, o prêmio ao apostador seria de incríveis R$ 9,00 / um. 

O jogo

Primeiro tempo 

De início, o Flamengo tentou uma marcação em bloco alto para pressionar a defesa adversária. Assim conseguiu 15 minutos de mais posse de bola, porém, com pouca fluidez nos passes e uma certa descompactação na equipe, a progressão das jogadas não acontecia naturalmente. 

O Furacão, mesmo com a equipe reserva, equilibrou a partida ao adiantar a marcação e forçar erros na saída de bola rubro-negra. Neste momento, quando o Mengão perdia o controle do jogo, um pênalti surgiu de um erro do Athletico-PR. Aos 30 minutos, depois de jogada revisada pelo VAR, Gabriel Barbosa converteu a cobrança e abriu o placar. 

Depois do gol, no entanto, houve uma queda de produção do Mais Querido, e assim sendo, o Athletico passou a ser o melhor na partida. Com um jogo coletivo mais organizado e verticalizado, o Furacão quase chegou ao empate. Se não fosse Diego Alves, aos 44 minutos salvando com uma boa defesa, o placar estaria em igualdade no intervalo. 

Segundo tempo 

Assim como terminou a etapa inicial, o Athletico voltou do intervalo melhor e com o controle da partida. No lado do Flamengo, cada vez mais problemas apareciam na defesa, que estava recuada com dificuldades na saída de bola. A pouca intensidade para marcar e a distância grande entre os jogadores foram notórias no time carioca. 

O roteiro da partida se encaminhava para o empate, que aconteceu aos 18 minutos. Marcelo Cirino, livre dentro da área, só teve o trabalho de empurrar para o gol, escancarando diversos equívocos do Flamengo na defesa. Sem equilíbrio no sistema defensivo, logo em seguida o Mengão levou a virada. Ainda que tenha sido de pênalti o segundo gol, e marcado pelo VAR, naquele momento era justo o resultado para os visitantes. 

Após sofrer a virada jogando em casa, Abel Braga partiu para o tudo ou nada. Colocou novamente atacantes na área e como alternativa de jogo, se limitou aos cruzamentos. Aos 44 minutos, enfim, a jogada deu certo. Bruno Henrique, após levantamento de Éverton Ribeiro, marcou de cabeça para igualar o marcador. 

Ainda com tempo para virar, o Flamengo continuou em cima, de maneira desorganizada e levantando a bola na área. A vitória veio com o gol aos 51 minutos, quando Renê cruzou na medida, e Rodrigo Caio se antecipou para cabecear no cantinho. 

Ficha de jogo 

Flamengo 3 x 2 Athletico-PR 

Data/Hora: 26/05/2019 – 16h
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Público/Renda: 49.124 pagantes e 52.667 presentes/ R$ 1.571.771,50 
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
VAR: Leandro Pedro Vuaden (RS) 

Cartões amarelos: Diego, Bruno Henrique, Pará, Rodrigo Cario (FLA); Santos, Wellington, Márcio Azevedo (ATL)  

Gols: Gabigol (31’/ºT, 1-0), Marcelo Cirino (18’/2ºT, 1-1 e 25’/2ºT, 1-2), Bruno Henrique (44’/2ºT, 2-2) e Rodrigo Caio (51’/2ºT, 3-2) 

FLAMENGO: Diego Alves; Pará (Rodinei, 35’/2ºT), Thuler, Rodrigo Caio e Renê; Piris da Motta (Vitinho, 28’/2ºT) Willian Arão e Diego; Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabigol (Lincoln, 39’/2º).
Técnico: Abel Braga 

ATHLETICO-PR: Santos; Madson, Lucas Halter, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Erick e Matheus Rossetto (Bruno Guimarães, 36’/2ºT); Marcelo Cirino, Thonny Anderson (Tomás Andrade, 13’/2ºT) e Braian Romero (Paulo André, 41’/2ºT). 
Técnico: Tiago Nunes