O Flamengo chegou nesta pausa da Copa América com uma boa média de gols marcados. Até o momento, em 36 jogos, foram 64 vezes que o Rubro-Negro colocou a redonda para dentro da baliza. Em termos de comparação, a média é mais alta que na última temporada, quando foram 94 tentos em 67 partidas. Ou seja, a média de gols feitos em 2018 ficou em 1,40 gols por jogo, inferior que a atual de 1,77. 

Artilharia

E quem são os responsáveis por fazer crescer essa média? Principalmente as contratações que chegaram de um ano para cá: Vitinho, Bruno Henrique e Gabriel Barbosa. O primeiro foi o reforço de meio de temporada no ano passado, chegando da Rússia em julho. Já Bruno Henrique e Gabriel Barbosa, ambos vindos do Santos em janeiro, assumiram as posições de titulares e são os dois líderes na artilharia rubro-negra de 2019. 

(3º) Vitinho – 6 gols

O atacante chegou ao Flamengo no meio do ano passado como a maior contratação que o clube já tinha feito na história (superada este ano com o reforço de Arrascaeta). Porém, sem muito tempo para se readaptar, foi colocado em campo rapidamente e não correspondeu às expectativas do torcedor: em 26 jogos de agosto até dezembro, Vitinho marcou apenas 3 gols. 

Em 2019, tendo feito uma pré-temporada com o elenco e completamente habituado com o futebol brasileiro, o atacante tem mostrado mais a sua qualidade. Embora não seja titular no ataque rubro-negro, Vitinho aumentou sua média e aparece como terceiro maior goleador do Flamengo. Com os mesmos 26 jogos feitos no ano passado, ele já tem 6 gols marcados, o último deles em vitória sobre o CSA.

(2º) Bruno Henrique – 13 gols 

Ao chegar do Santos, a contratação chegou a ser questionada se o valor pago valeria a pena. O atacante vinha de uma temporada ruim, prejudicada principalmente pela lesão que teve na visão. Em 32 jogos pelo Santos em 2018, o atacante conseguiu balançar as redes só duas vezes. Porém, o rubro-negro mais otimista acreditava que ele poderia repetir uma boa temporada como fez em 2017, quando marcou 18 tentos em 53 partidas. 

Para a alegria do torcedor e da diretoria que investiu R$ 23 milhões no jogador, Bruno Henrique já corresponde de maneira muito positiva. Até aqui, o camisa 27 tem sido importante com seus gols e assistências, mesmo que não tenha uma regularidade de boas atuações. Em 27 jogos no ano, Bruno fez 13 gols e foi o primeiro a ultrapassar a marca de Lucas Paquetá, que terminou a temporada passada como maior goleador do elenco, com 12 gols. 

Além disso, ficou marcado no título estadual, quando foi artilheiro da competição e conseguiu um feito incrível contra os rivais do Rio. Bruno fez dois gols em uma só partida contra o Botafogo (sua estreia), assim como fez no Fluminense e Vasco da Gama (final do Estadual). 

(1º) Gabriel Barbosa – 14 gols

A maior esperança de gols é o camisa 9, que não à toa é chamado por “Gabigol“. O atacante está no Flamengo por empréstimo até o final do ano, mas muitos já pedem a sua contratação pela identificação que teve com a torcida rubro-negra, além de ser goleador. Apesar de altos e baixos em seis meses de temporada, Gabriel também superou o recorde do ano passado de Lucas Paquetá e é o atual artilheiro do Flamengo com seus 14 gols. 

No ano passado, atuando pelo Santos, Gabriel fez algo inédito no futebol brasileiro. O atacante foi artilheiro das duas competições nacionais mais importantes. Pela Copa do Brasil, anotou quatro vezes e ganhou o prêmio de artilharia. No Campeonato Brasileiro, foram mais 18 gols marcados, e assim sendo, novamente foi o maior goleador na disputa.

Neste ano, o atacante pode repetir o feito e fazer ainda mais. Apesar de ainda não ter balançado as redes na Copa, Gabriel Barbosa é o atual artilheiro do Brasileirão junto com Eduardo Sasha (Santos) e Everaldo (Chapecoense). Os três anotaram cinco gols cada, porém, o atacante do Flamengo tem jogos a menos que os outros.

A artilharia do Flamengo em 2019 

 Artilharia