O Mundial Interclubes de futebol só deve voltar a ser disputado em 2021. Se voltar…

FIFA não chega a acordo com clubes

A FIFA gostaria de revitalizar seu Mundial Interclubes. A ideia principal é que a competição substituísse a extinta Copa das Confederações, que não dava lucro à entidade.

Após ouvir representantes de todas as seis confederações, a FIFA propôs em seu congresso técnico que o Mundial fosse disputado por 24 clubes a cada quatro anos. Por falta de espaço no calendário, os clubes europeus rechaçaram a ideia.

Europa reclama do calendário

O calendário está longo demais para os clubes do Velho continente. Além das ligas e copas nacionais, eles participam da Champions League ou da Liga Europa, sem falar nas Supercopas nacionais. Nos casos de França, Inglaterra, Escócia e Portugal, há ainda a Copa da Liga. Os atletas ainda precisam representar suas seleções nacionais em eliminatórias e fases finais de torneios continentais.

Sem os europeus, como ficaria a competição? Ela perde todo o sentido…

Basquete é exemplo ruim

Mal ou bem, o futebol sempre teve seu Mundial Interclubes desde 1960. O basquete pena para organizar o seu. A edição de 2019, por exemplo, não contou com os campeões da NBA, nem da Euroliga. África, Ásia e Oceania também ficaram de fora e o torneio contou com um time universitário, um convidado, além do campeão “oficial” europeu e do campeão das Américas.

Será que a FIFA pode ter seu Mundial sem as agremiações europeias?

Flamengo mostra firmeza na briga pelo título da Libertadores

Enquanto a questão do Mundial não se resolve, o Flamengo engatou a segunda na Taça Libertadores e superou a Liga Deportiva Universitaria (do Equador) por 3 a 1 no Maracanã. O Mengão chegou aos seis pontos ganhos e tem grandes possibilidades de se classificar para as oitavas de final.

Nas duas próximas rodadas teremos Peñarol (do Uruguai) e San José (da Bolívia) no Rio de Janeiro.