Por Rafael Sacharny


O Flamengo chegou como azarão à final da Copa Intercontinental de basquete. Na noite de domingo (17), o Mais Querido enfrentou o AEK, da Grécia, atual campeão da Champions League, e mesmo com um bom início, os gregos tiveram um segundo quarto incrível e comandados pelo armador americano Theodore, conquistaram o título do Mundial, vencendo por 86 a 70.

Saiba como apostar no Flamengo. 

O começo do Flamengo foi de um ritmo de jogo muito forte, como se deve apresentar em uma final. O Rubro-Negro iniciou em quadra com Balbi, Crescenzi, Marquinhos, Olivinha e Varejão, e assim como na semifinal, apostou nos arremessos de três como principal jogada. Apesar de conseguir ficar na frente do placar a maior parte do tempo, o equilíbrio entre as equipes foi grande e o AEK venceu por um ponto o primeiro quarto – 20 a 19.

O segundo quarto marcou a superioridade do AEK, principalmente com sua defesa organizada. Assim, os gregos provocaram diversos erros de passes do time carioca. O AEK conseguiu boas sequencias de arremessos e dispararam à frente do placar, marcando os oito primeiros pontos da etapa. Anderson Varejão e Olivinha empurraram a torcida com raça e disposição. Porém, os gregos eram soberanos nos arremessos de três pontos, com destaque para o americano Theodore, e finalizaram o primeiro tempo novamente na frente – 42 a 33.

Os erros do Flamengo continuaram no início do terceiro quarto, e do outro lado, o AEK se aproveitava para continuar com larga vantagem. A reação do Rubro-Negro veio nos minutos finais e chegamos a encostar no placar, com Anderson Varejão sendo o destaque – 63 a 55.

O último quarto teve o Mengão se arriscando mais e por isso muitos erros de ataque continuaram acontecendo. Os time do AEK conseguia articular bem as jogadas e mantinha tranquilidade com a defesa organizada. Sem dar chances ao Rubro-Negro, os gregos foram mais eficientes, erraram menos, acabando com o sonho da equipe da Gávea de alcançar o bicampeonato mundial de basquete – 86 a 70.