O Flamengo conquistou o Campeonato Estadual de 2019 após vencer o Vasco por 2 a 0, neste domingo (21), no Maracanã, pelo jogo de volta da decisão do torneio. Na partida de ida, o Flamengo já havia derrotado o Cruzmaltino pelo mesmo placar. Assim, o Flamengo além de levantar o 35º título estadual, atinge uma marca histórica contra o Vasco. A sequência sem derrotas no clássico já alcança 12 partidas, a maior até então.

Willian Arão fez de cabeça o primeiro gol da partida. (Foto: C.R.Flamengo)

Apostas

Assim que a vantagem rubro-negra foi construída na primeira partida, o título ficou ainda mais favorável para o time da Gávea. Dessa maneira, as casas de apostas colocaram os baixos odds para sucesso do Flamengo neste domingo. No Apostas Online, estavam em R$ 1,53 / um para o Flamengo enquanto era oferecido R$ 5,75 / um para o Cruzmaltino. 

O jogo 

Primeiro tempo 

O jogo começou equilibrado, o Vasco tentou manter a posse bola igualmente ao Flamengo, mas muito firme de forma inteligente o e com mais qualidade técnica, o Rubro-Negro em pouco tempo tomou o controle na partida. 

Aos 12 minutos, Arrascaeta em cobrança de falta levantou a bola na área e Lucas Mineiro tirou de cabeça. A sobra ficou com Renê, que dominou e tentou de longe, indo próximo da trave. 

Três minutos depois, em mais uma falta, a bola encontrou o caminho do gol. O cabeceio foi de Willian Arão. Na cobrança da falta, Pará rolou a bola para Arrascaeta, que levantou com qualidade na área. O camisa 8, subiu mais que a defesa vascaína e mandou para o fundo das redes. 

Após o gol, o Flamengo caiu de rendimento no ataque e permitiu o Vasco ficar com a posse novamente. O sistema defensivo rubro-negro apresentou algumas falhas e o Cruzmaltino chegou dentro da área com perigo em três boas chances para empatar antes do intervalo. 

Segundo tempo 

Assim como no início de jogo, o Vasco fez constante marcação alta na etapa final. Em 10 minutos, o Vasco buscava o gol e pressionou muito o Flamengo. Já o time de Abel parecia aguardar as saídas rápidas no contra-ataque. 

Aos 14 minutos, Gabriel Barbosa driblou Fernando Miguel e mandou para o fundo das redes. Porém, na hora do lançamento o camisa 9 estava impedido, e assim sendo, o VAR anulou o gol. 

Antes de fazer o segundo de fato, o Flamengo esteve muito próximo de sofrer o empate, mas teve Diego Alves salvando em cima da linha. Maxi López se antecipou à marcação e chutou para a defesa do goleiro rubro-negro, aos 20 minutos. 

Por mais que o desgaste físico do Vasco fosse maior, o Mengão praticou um ritmo lento no jogo durante grande parte da etapa final. Dessa forma, o segundo gol só veio aos 37 minutos. Vitinho, que havia entrado anteriormente no lugar de Arrascaeta, arrancou em velocidade e recebeu bom passe de Diego. O atacante bateu firme para vencer Fernando Miguel e fazer o último gol rubro-negro no Estadual. 

Aos 40, Danilo Barcelos cobrou falta na entrada da área que acertou o travessão. Sem sofrer gols nas duas partidas da decisão, o Flamengo levantou o 35º título do Carioca na sua história. Flamengo leva o quinto título dos últimos 10 disputados, e ainda mais, o décimo dos últimos 20. Inegavelmente, o Rei do Rio.

Vitinho comemora o segundo gol do Flamengo marcado por ele. (Foto: C.R.Flamengo)

Ficha de Jogo 

Flamengo 2 X 0 Vasco 

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 21/4/2019, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Corrêa (RJ) e Luiz Claudio Regazone (RJ)
Público/renda: 47.995 pagantes/R$ 2.152.256,00 

Cartões amarelos: Diego, Gabigol e Cuéllar (FLA) e Leandro CastanWerley, Danilo Barcelos, Bruno Cesar, Raul e Marrony (VAS)
Cartão vermelhoWerley 42’/2ºT (VAS) 

Gols: Willian Arão 15’/1ºT (1-0) e Vitinho 37’/2ºT (2-0) 

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Diego e Everton Ribeiro (Lincoln); Arrascaeta (Vitinho) e Gabigol (Ronaldo).
Técnico: Abel Braga. 

VASCO: Fernando Miguel, Raul Cáceres (Bruno Cesar), Werley, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Raul, Lucas Mineiro e Yago Pikachu; Yan Sasse (Ribamar), Marrony e Lucas Santos (Maxi López).
Técnico: Alberto Valentim.