Por Rafael Sacharny


Após ser anunciado como o quarto reforço do Flamengo para a temporada, o atacante Bruno Henrique foi apresentado nesta quinta-feira (24), no Ninho do Urubu.

Leia mais: Flamengo anuncia renovação de contrato com Diego Ribas.

Assim como as outras contratações, ao ser apresentado na coletiva de imprensa, o novo jogador do Rubro-Negro repetiu o discurso de conquistar grandes títulos: “Demorou um pouco a negociação, mas o que importa é que agora sou do Mengão também. Espero poder ajudar meus companheiros. Muito feliz em fazer parte do Flamengo. Todo jogador quer vir para um time grande e ganhar títulos”. 

Durante a entrevista, o atacante confirmou que usará a camisa de número 27, em homenagem ao dia de seu casamento. Sobre a disputa por vaga no time principal, Bruno Henrique acredita ser algo bom para o grupo e que vai brigar para estar entre os titulares: 

“Essa é uma dor de cabeça pro Abel. Vim para poder somar. Estarei sempre pronto pra jogar. Que seja uma disputa sadia, Vitinho grande jogador, joga pelo lado esquerdo, Arrascaeta também. Abel vai colocar o melhor que tiver”. 

A polêmica saída do Peixe também não ficou de fora da conversa, e o atacante explicou se defendendo: 

“Sinto que eu sai do Santos pela porta da frente. Onde já se viu o clube vender o jogador e o próprio clube não comunicar ao treinador. Eu acho que não sai pela porta dos fundos. Fiz o meu melhor. Ia jogar vendido? Ninguém joga. Fizeram esse problema todo em cima de mim. Mas dei meu melhor lá, agora é vida que segue”, disse Bruno. 

Pela equipe do Santos, o jogador fez uma grande temporada em 2017, depois de voltar do Wolfsburg, da Alemanha. Porém, no ano seguinte, uma lesão ocular o atrapalhou de continuar bem pelo time do litoral paulista. Os torcedores desejam o mesmo rendimento que teve há dois anos, com bons números, assim como o próprio Bruno Henrique: 

“Podem esperar que vai ser o Bruno que sempre entrou, vou dar meu melhor para ajudar. Tive 2017 vitorioso, ano bom pra mim, foi interrompido porque me machuquei em 2018. Se não tivesse machucado a sequência seria melhor ainda. Todos sabem quando o jogador se machuca é complicado voltar. Espero que o torcedor veja o Bruno Henrique de 2017”, garantiu o camisa 27. 

Depois de muito tempo negociando para ter o atleta, o Flamengo convenceu o Santos de parcelar os R$ 23 milhões em três vezes e emprestou o jovem Ronaldo, de 22 anos, por uma temporada com opção de compra.